domingo, dezembro 22, 2013

Dois discursos

Ao longo desta semana dois discursos me chamaram a atenção na cantata natalina. O primeiro deles é do Luciano Mota e o segundo  da regente de coral Gilvana Gonçalves.

No discurso do prefeito eu gostaria de mencionar e analisar duas coisas. A primeira delas é ele chamar o cargo de prefeito de “trono”. Isto me incomoda muito! Não apenas nele  mas em boa parte da classe política local, pois os mesmos quando eleitos não parecem ter a consciência de que são  EMPREGADOS   da população. O segundo ponto é a miscelânea entre política e religião que ele promove em sua fala , tendo como clímax a insinuação de que o governo é ruim por que as pessoas não estão orando pelo governo.
Mas  tem uma boa atitude que o prefeito  teve que uma outra pessoa não teve. O prefeito soube ouvir as criticas , já a regente do coral não.

Gilvana Gonçalves (mas conhecida como Gil) diante da critica e do pedido de uma mãe para que o filho pudesse descer já que o mesmo estava cansado e com fome pediu pelo microfone que a PM prendesse a mãe do mesmo por desacato a funcionário publico. Mas temos que fazer uma observação:  a regente passou pra fonoaudióloga no ultimo concurso,  poderia ela estar exercendo outra função em estagio probatório!?

Deixo ainda a analise de uma amiga sobre a situação
“(..) e nem consideração pelo prefeito ela teve ao fazer , no microfone, o pedido de socorro desnecessário a policia militar, serviu para ofuscar o brilho da festa e perturbar ainda mais a paz de quem tentava amenizar o desastre generalizado desde o transito ate a organização. Só pensou em sí mesma. Faltou-lhe sensibilidade para compreender o apelo e a revolta de uma mãe de aluno."
Link dos vídeos

Vaias e miscelânea religiosa por patê do prefeito


(No final é onde se ouve o “exagero” da moça)

Reações:

0 comentários: