NENHUMA PALAVRA SOBRE CULTURA NA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E cultura (por EDUARDO TEFFÉ)

Olá, dia desses que resolvi ler o bom material gerado na revista do Atual sobre o aniversário da cidade. Matérias interessantes , entrevistas com figuras importantes de sempre e uma série de quadrados...

ITAGUAÍ DE TERNO E GRAVATA (EM COMEMORAÇÃO AO ANIVERSÁRIO DA CIDADE)

Itaguaí mudou de identidade Está de terno e gravata Foi perfumada de substância mortal Sua história mudou, e muito Suas matas se despediram pro além Suas ilhas são a ganância do mal O povo sem rumo...

A MAIOR E MAIS CONTROVERTIDA EXPO DE TODOS OS TEMPOS!

A primeira festa Expo sob o comando de Luciano Mota merece elogios: foi provavelmente a melhor e maior de todos os tempos. A área aumentou, todos os shows foram de ponta (a ponto de encaixarem um Zeca Baleiro na Lona Cultural)...

ESTAMOS DIALOGANDO, ESTAMOS GRITANDO!!!

Há pouco mais de um mês se faz história no Brasil. Pessoas tem saído as ruas para protestar. O Rio reuniu, em sua maior manifestação, mais de um milhão de pessoas (foto). Itaguaí, a despeito dos descrentes e boateiros...

#VOLTADOAGOSTODASARTES

O evento de Cultura independente "AGOSTO DAS ARTES"anunciou sua volta (http://agostodasartes.blogspot.com.br/) E pra começar já anunciou a programação de música em parceria com a EMMAF ,com recitais de diversos instrumentos nos dias 15,22 e 28 de agosto sempre às 19h...

quinta-feira, fevereiro 27, 2014

A EPIDEMIA DAS MULTAS (por EDUARDO TEFFÉ)

“Olha meu carro é insulfimado e só ando com ar condicionado neste verão ainda sim o guarda me multou por eu estar sem o cinto.” Foi uma das coisas sobre a atual administração que mais eu ouvi na ultima semana (ficando atrás apenas do bizarro discurso do prefeito). Uma das pessoas que escreveu isto disse que no dia que foi fazer o recurso tinha uma fila de pessoas na mesma situação. Uma situação quase “epidêmica” de multas.

 O esforço de organizar e normatizar o transito deve ser um dos objetivos da administração publica mas temos que fazer algumas considerações:

- O Objetivo principal da multa não deveria ser  penalizar , nem arrecadar e sim conscientizar ( o que em Itaguaí falta muito  partindo do principio que essas multas são quase provenientes de poderes de raio x , sem a mínima conversa com o motorista);

- A Falta de exemplos da guarda municipal é comum ouvirmos criticas aos mesmos falando ao celular, olhando (ou paquerando) as meninas ou estacionando em lugar irregular (esta ultima eu tenho algumas fotos);

- A falta de disposição de normatizar o transito no centro , era um problema do governo passado que continua no atual. Um pouco antes do beer time até o Guanabara o caos do transito de Itaguaí faz inveja ao indiano.

Sem mais, torcendo pra um ótimo carnaval aos meus leitores (recomendando “cuidado onde vocês põem  os seus carregadores) e avisando que a pedidos a próxima a postagem sai na quarta feira de cinzas com um pequeno ensaio sobre o antigo governo (Charlinho)

SAUDAÇÕES E APROVEITEM

sábado, fevereiro 22, 2014

A NOVA SODOMA E GOMORA?

Dia desses uma li uma critica ao Governo  no facebook que me chamou a atenção. A pessoa comparava Itaguaí a Sodoma e Gomora e o exemplo maior para ele  era o comportamento “ambíguo” do prefeito da cidade, ao mesmo tempo que tem um discurso recheado de elementos cristãos os boatos na cidade dão conta que sua postura não é muito crista. Eu particularmente não ligo para boatos (embora eu ache meio canalha os que se escondem atrás da fé alheia).  Outro ponto que eu considero, é que, se existe uma época histórica que é parecida com a de  Itaguaí é a época Romana do Pão e Circo, pois a cidade carece de investimentos sérios e planejados enquanto o prefeito patrocina time de futebol e eventos midiáticos.

Mas o que me chamou a atenção que poderia ser a prova para Itaguaí  parecer com Sodoma e Gomora  foi uma certa página na internet que esta espalhando fotos de meninas (algumas delas menores de idade) nuas ou no ato sexual.  Acho que a página tem inúmeros problemas, o primeiro é a quantidade de pessoas ditas “serias” em Itaguaí que estão curtindo a página  que faz apologia a pornografia infantil(acho que esse tipo de comportamento tem que ser denunciado e não curtido).  Outro questão   por que reproduz um modelo machista de pensar (se a menina se deixou fotografar é piranha e não o raciocínio complementar de que canalha é a pessoa que  compartilhou a foto da  intimidade) ,  e por ultimo a quantidade de pessoas na pagina que parecem ficar infeliz com a desgraça alheia.Parece quase um prazer para alguns que alguns pessoas sofram e sejam expostas.

Triste pela cidade, triste por que  compõe a cidade .


Nota : Itaguaí é uma cidade que é mais importante ter do que ser aja visto como algumas pessoas se descrevem : Fulano do gol branco, beltrano do HB 20 e etc.


segunda-feira, fevereiro 10, 2014

A LUTA É DE TODOS (por EDUARDO TEFFÉ)

A  educação é o fundamento de uma boa sociedade. É ela que aumenta os índices de emprego, diminui o crime, aumenta a percepção e atuação sobre o mundo (só pra citar alguns exemplos). Mas em Itaguaí é apenas mais uma área do “governo” (só que com muito dinheiro), tanto é assim que costumeiramente ela é entregue a mulher do Prefeito. Isto nem seria problema se as mesmas entendessem que educação se faz  PARA e COM a comunidade escolar em estruturas adequadas. E os ativos mais preciosos desta relação são os bons profissionais e alunos satisfeitos e interessados

Mas as secretárias pegam o caminho inverso, deixam de lado a estrutura física (Governo Sagario), votam contra a valorização do servidor (Andreia do Charlinho enquanto deputada) e são totalmente autoritárias e ausentes (a atual  secretária).

Felizmente a Educação em Itaguaí está vivendo  um momento histórico. Os profissionais de educação estão reivindicando a valorização do servidor, da educação e do alunado da escola. Estão pleiteando coisas que deveriam ser básicas como um plano de carreira, ventiladores em sala, materiais essenciais entre outras coisas... a única coisa que o prefeito argumenta em seu favor é relativa. O prefeito alega que os servidores tiveram um aumento de 20% no ano passado, mas esquece ele, que a carga horária real aumentou em 50 % (antes era viável um professor DE 4 cumprir a sua carga horária em dois turnos agora com a nova distribuição da carga horária ele tem que cumprir ao menos em três turnos)


VAMOS A LUTA
(dias 11 e 13 Às 16 h em frente ao Banco do Brasil - grande ato pela educação municipal)


sexta-feira, fevereiro 07, 2014

O que fazer?
Por Luís Bomfim

Muito interessante a pergunta formulada por uma pessoa aqui no facebook, mais exatamente no grupo “Política sem Anonimato”, depois de expor a situação caótica em que nos encontramos política e socialmente. "O que fazer para mudar isto?", pergunta ela. O que é raro em nossos dias em que a maioria das pessoas tem a solução na ponta da língua, na ponta do lápis, da caneta ou do teclado. É uma pergunta rara, hoje em dia, que deve ser feita somente por quem realmente está disposto a fazer mudar toda essa estrutura em que nos obrigaram a viver, para satisfazer as necessidades dos poderosos que a criaram. Realmente, são poucas as pessoas que têm a pergunta certa para as ocasiões incertas. E alguns procuram dar essa resposta em entrevistas, em bate-papos informais ou oficiais, em livros - como o caso a destacar de Vladimir Ilich Lênin, no seu livro “O que fazer?” - e todos os filósofos. Cada um a seu modo, segundo suas convicções, caráter e a partir de seu lugar social.

Mas quero me ater nesse momento à resposta dada por alguém há dois mil anos, que a deu em várias oportunidades, em várias circunstâncias e em vários contextos, enquanto entre nós esteve, sendo argüido por gente que na maioria não estava propriamente interessado na resposta - como muitos em nossos dias - mas apenas para prová-Lo, pois já a tem e não quer fugir do lugar comum, caso do jovem rico que dele se aproximou e está registrada no evangelho de São Mateus, capítulo 19, versículos de 16 a 30; São Marcos 10. 17-22 e São Mateus 18. 18-23.

Como já devem ter percebido, estou falando do antrôpo Jesus de Nazaré (não vou falar de religião ou religiosos), que não apelava para sua autoridade superior para reforçar sua própria autoridade e doutrina. As coisas que nos diz até hoje possuem evidências palpáveis e compreensíveis, que na verdade não eram novas, já no seu tempo. Na verdade não veio dizer coisas esotéricas e incompreensíveis, nem uma moralidade diferente daquela que os homens já tinham. Mas eram coisas racionais para que todos possam entender e viver.

Um dos métodos de ensinar de Jesus era através de estórias, ou parábolas, se preferirem, com a intenção de que através delas, possamos chegar às respostas do "que fazer?", de "como fazer?", de "onde fazer?", e do "por que fazer?", dentre outras. Uma dessas estórias está registrada no evangelho de São Lucas, capítulos 16, dos versículos 19 a 31, e fala de um homem que tendo morrido e estando em lugar de sofrimento, viu no lugar de delícias – no Paraíso – um seu conhecido, e pediu para o “guardião” do local para que liberasse o tal senhor para que fosse falar aos seus irmãos, para alertá-los do quão terrível era aquele lugar em que estava, para que eles fizessem por onde não vir para ali depois de mortos. O “guardião” alegou a impossibilidade daquilo, pois a divisão que havia entre o amigo e seus irmãos era intransponível. O que estava em tormentos insistiu, mas diante de nova recusa quis saber o que fazer para instruir seus irmãos para não virem para aquele lugar. Ao que o guardião respondeu que eles tinham Moisés e os profetas, que os ouvisse, mas o que estava em tormentos insistiu:

- “...se ALGUÉM DENTRE OS MORTOS for ter com eles, arrepender-se-ão.”

– “Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco se deixarão persuadir, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos” – replicou o guardião.

Pois bem... Todos estamos diante de um dilema “O que fazer para mudar essa situação em que estamos vivendo?”. E essa pergunta provoca outra pergunta: “Estamos realmente dispostos a mudar tudo que é injusto, tudo que está corrompido na sociedade ou queremos apenas saber, como o jovem rico da parábola acima citada? Ou queremos apenas trocar nomes que estejam no poder, acusando uns aos outros porque votou no fulano esse, porque votou no sicrano aquele. Porque o partido tal é o melhor e o candidato aquele é pior, etc., etc.

As respostas a todas as nossas perguntas já foram respondidas por todos os que se interessaram em realmente um dia mudar o rumo da história; por todos aqueles que se interessaram em mudar e transformar o homem em algo que valha a pena e pela qual se valha à pena morrer. Jesus achou que valia e fez, mas essa é outra história, pois outros que vieram depois, e foram muitos, deram suas vidas para que se compreendesse que o poder de mudar, de transformar está em nossas mãos. Mas não é apenas combatendo às conseqüências sem sanar as causas, como querem a maioria de nós.

Bem, o que foi dito está dito, o que está escrito está escrito, e a pergunta que eu vi postada foi o "mote" para eu trazer à discussão à tona. E, de repente, você que teve competência para chegar ao final da leitura desse texto, pode estar perguntando: “E O KIKO? Pode estar confuso, dizendo que eu vim aqui pra falar de religião, já que todas as vezes que você fala ou cita Jesus de Nazaré, o Cristo, convencionou-se a dizer que estamos falando de religião. Mas não, caro amigo e leitor. Na verdade, quando se fala em Jesus de Nazaré se fala do antropo, do Logos do Deus que historificou-se, viveu entre nós, morreu por nós, nas mãos de nossos opressores, em resposta aos nossos “por quês” e “O que fazeres”.

Se a resposta ao nosso “O que fazer” tão aguardada não foi dada até aqui, no texto, pelo menos mostrou um caminho e deu a certeza de que enquanto estivermos acusando nossos irmãos que votaram em fulano por isso "a coisa está tão ruim"; o outro que diz: se votasse naquele tudo seria diferente... São como o fariseu de outra história do Mestre, que se orgulhava de não ser igual ao homem pecador, porque fazia coisas “perfeitas”. Estereótipo bem representado hoje em todos aqueles que não se acham responsáveis pela situação caótica da Saúde, da Educação, do Social, do moral e do ético em que vivemos, por não ter votado nesse ou naquele candidato que hoje está ou não no poder. Enquanto as chamadas igrejas que se dizem cristas, que dizem pregar o evangelho de Jesus Cristo estiverem dizendo que não se mete em política, e se interessando apenas em "melhorar" em "fazer prosperar" seus fieis para mais lhes arrancar o couro, em nome de Deus; enquanto estivermos procurando solução no passado, naquilo que já foi e que é causador de toda essa miséria, angústia e tristeza em que vivemos; enquanto estivermos procurando solução dentro do sistema corrupto, podre e carcomido por injustiças, não temos saída. Estaremos cada vez mais contribuindo e legitimando tudo que faz esse sistema sobreviver até agora e NUNCA SEREMOS!

A saída alguns "profetas" já nos indicaram, já nos mostraram. Muitos por ela se sacrificaram e deram suas vidas... Mas temos medo, pois educados que somos pela mídia, por Rede Globo, por Veja, por Folha de São Paulo, pela imprensa em geral, e por todos que estão contra esse ou aquele, mas sempre em defesa do sistema, não temos coragem de procurar nunca uma terceira opção, uma porta que já foi aberta para nos levar para fora desse sistema e que nos fará mudar tudo isso.

“A cada um de acordo com sua necessidade, de cada um de acordo com sua capacidade.” Frederick Engels.

QUEM TEM OUVIDOS OUÇA, E QUEM SABE LER LEIA!

NÃO DÁ PRA FICAR CALADO (por EDUARDO TEFFÉ)

No ano passado me propus a tentar em 2014 um ano sabático   em relação aos comentários e reflexões políticos que faço sobre a gestão municipal. Mas não dá pra ficar calado! Só pra me prender em dois assuntos: o patrocínio de 10 milhões a um time de futebol (que a gente nem sabe se vai jogar aqui) e os motivos que levaram a possível greve na Educação.

As minhas teclas começaram a coçar quando vi na internet uma foto do “prefeito” de Itaguaí e do Washigton Reis falando da excelente aquisição da cidade. N perguntas me vieram a mente:
- Se isso era bom por que o time  não ficou em caxias (visto que o WR é de lá)!?;
- Em que campo esse time vai jogar em Itaguaí?
- A lei orgânica permite isso?
- Se a Prefeitura tem 10 milhões para esporte, por que não constrói uma quadra municipal nova e moderna? Por que não dá apoio de verdade aos esportistas locais ?

Mas se isso era ruim as mudanças na educação (que vinham do ano passado) e sua péssima aplicação (este ano) é ainda pior.
Confusão, aumento (efetivo) da carga horária dos trabalhadores da educação, falta de dialogo, autoritarismo, escolas sem ar, ESCOLAS SEM VENTILADORES!!!! E tanta coisa que dá pra ficar o dia todo escrevendo (em breve faço uma postagem nova).

MAS MAIS IMPORTANTES QUE AS PALAVRAS SÃO AS AÇÕES:   SE VC NÃO CONCORDA COM O QUE TÁ ACONTECENDO,  VÁ NA TERÇA (11-02) NO PROTESTO EM FRENTE AO BANCO DO BRASIL.